Postado por em 2 jan 2017

janeirobranco-janelaalegria 23-janela-da-alegria

Muitas vezes nos fechamos, fugimos da realidade que nos sufoca, entristece, embrutece.

Ficamos como que cristalizados na nossa dor.

O mundo nos parece cinza tão-somente, sem nuances, sem brilho, sem cor.

Mas o mundo não é sem cor, muito diverso disso!

Há vários matizes nas formas que há à nossa volta.

Tonalidades intensas, por vezes suaves, seja nas flores, no céu, no mar, nas matas, nos animais, em tudo o que nos cerca.

As pessoas à nossa volta distribuem sorrisos, abraços, palavras amigas… é verdade que por vezes nem tanto.

No entanto, também as diferenças fazem parte das cores e do brilho que precisamos encontrar com o nosso olhar.

Precisamos abrir a janela da nossa Alma.

Mesmo a experiência da dor pode proporcionar um novo olhar para a vida – o aprender a viver.

Seja no prazer ou satisfação, até mesmo nos obstáculos e dificuldades, devemos abrir o nosso olhar e perceber a beleza que existe ao nosso redor.

Devemos abrir a janela que nos oferece a oportunidade de viver com Alegria.

Um Comentário

  1. 12-1-2018

    Perfeito… completo amiga! Abrindo a janela da minha alma e ainda aprendendo e procurando viver com alegria!Bjs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *