Esquecer um livro – Dia Nacional de “Esquecer um livro” – 25 Julho 2016

Postado por em 23 jul 2016

Dia Nacional do Livro

Como esquecer um livro? Simples assim… pegue um livro e deixe em qualquer lugar, um presente para quem o encontrar. Para a pessoa entender o que estaria acontecendo coloque um recado mais ou menos assim:

“Oi, este livro é um presente para você. Sim, para você. Está achando estranho? Não se preocupe, é que hoje comemoramos o Dia Nacional de “Esquecer um livro”.

Por qual razão estaríamos fazendo isso?

Como diriam os mineiros… Uai, para que alguém possa lê-lo e conhecer coisas novas, com novos olhares e perspectivas. Abrir horizontes, ampliar a panorâmica sobre a vida, divertir-se (para os casos de livros com senso de humor). Conhecer histórias sobre cidades, países (aqueles livros que adoram falar sobre viajar, conhecer lugares novos ou matar saudades de algum que tenha deixado “marcas” em seu coração), sobre pessoas.

Aprender a olhar as estrelas (para os que sonham com a lua, o espaço, vivem falando sobre planetas, sóis, buracos negros) até mesmo falar sobre viagens interplanetárias à velocidade da luz… aproximadamente 300.000 km/s, NOSSA!!!

Ah! Tem os livros que são sonhadores… os de poemas, os romances. Estes também têm o seu lugar nesse dia especial.

Não podemos nos esquecer… os de mistérios, que gostam de viver de suspense em suspense. Há até mesmo aqueles com aventuras de tirar o fôlego, deixando nossas mentes desnorteadas, mas há quem goste desses tipos de histórias… arrebatadoras, radicais.

Bem, creio que você já entendeu, não é?

Então, vamos participar desse projeto? É só escolher um livro, seja novo ou usado, algum de que tenha gostado, ou até mesmo nem tanto… sempre haverá alguém para acolher um livro no próprio coração.

Eu já participei de movimentos assim, em várias oportunidades. Foi interessante. Houve quem gostasse, como também houve alguém que não quis pegar. Eu tinha deixado na mesa de um restaurante. A pessoa entregou para uma atendente e disse que não iria levar, pois o livro continha tema que não era de seu agrado. Tudo bem, todos nós temos o direito de gostar ou não. A atendente, que sabia ter sido eu a deixar o livro, entregou para mim no dia seguinte. Este livro foi para outra pessoa que agradeceu por estar recebendo.

São experiências interessantes. Sempre existem e precisamos aprender a lidar com elas sem stress.

Aproveite esta oportunidade e também tenha a sua experiência. Se quiser compartilhar, deixe o seu comentário no site www.eldaevelina.com, opção no Menu “Notícias” e comente nesta notícia que estará lá com o título deste texto. Eu gostaria de saber qual seria a sua história.

Abraços fraternos.

 

8 Comentários

  1. 23-7-2016

    Adorei a iniciativa!!!! Valeu… bjsss

  2. 23-7-2016

    Boa noite, Elda! Parabéns, escreveu muito bem, como sempre, como podemos ajudar a compartilhar estórias e histórias de uma forma simples e bem intencionada. Assim, a roda do conhecimento e entretenimento prossegue num círculo virtuoso.
    Faz pensar que ao Esquecer um Livro num acaso providencial ajudamos a lembrar da importância da cultura.
    Prima, irei passar para frente o seu texto.
    Bj

  3. 23-7-2016

    Ótima ideia ! Incrível , como és criativa.

  4. 24-7-2016

    Já aderimos! Parabens pela ótima iniciativa!

  5. 25-7-2016

    Olá, Elda, vc sempre nos surpreende com uma coisa boa, construtiva. Agora, veio o Dia de Esquecer um Livro! Acho excelente a iniciativa, e vou concretizá-la agora mesmo. Pena que não vou sair hoje, mas porei alguns livros na portaria do prédio, para ver qual será a reação.
    Um grande abraço, tudo de bom,
    Marilia

  6. 21-7-2017

    Nildson e eu aderimos toda vez que “aparece” essa iniciativa… e interessante é que todas as vezes nos separamos em algum shopping
    e ficamos de longe “observando” a reação das pessoas quando veem
    o livro num banco… numa mureta… numa cadeira… Olham para um
    lado, olham de novo para outro lado, esboçam um sorriso e levam o
    livro consigo. É muito gratificante. Estamos “dentro” amiga.
    Parabéns pela iniciativa. ABRAÇOS.

  7. 25-7-2018

    Hoje fui uma “vitima” desta iniciativa que nem imaginava que existia. rsrsrsr. No trem vindo ao trabalho, fui presenteado com o esquecimento do livro ( o homem dos círculos azuis ) e com um recadinha bem bacana, ai que fui pesquisar e descobri esta ideia muito bacana.
    Ja sou mais um adepto. hehehehe

    • 25-7-2018

      Bom dia. Legal alguém ter “capturado” você. Seja bem-vindo. Abraços fraternos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *